Celular MOTOROLA é bom? | Análise dos Modelos 2017

Depois de possuir o celular mais vendido do Brasil por alguns anos, a Motorola passou por algumas mudanças. Foi vendida para o Google, depois para a Lenovo e nem por isso parou de lançar celulares que agradaram o público.

Mas será que os aparelhos dela ainda continuam valendo a pena?

É disso que eu vou falar hoje!

E para isso, vamos passar pela história da marca e analisar cada um dos modelos que está no mercado atualmente, checando a qualidade e o custo benefício de cada um, afinal, podem existir modelos com melhor custo benefício dentro de uma mesma linha de celulares.

Nós também temos um vídeo!!

Se você está com aquela bela preguiça de ler todo o conteúdo, nos fizemos uma análise em vídeo de todas as marcas.

Depois, é só você voltar aqui para conhecer mais alguns modelos interessantes!!

 

História da Marca

A Motorola nasceu em 1928 como uma empresa que fazia adaptação de baterias de rádio, para que ele funcionasse na energia elétrica e ganhou seu nome com seu primeiro sucesso de vendas em 1930, um rádio para carros chamado Motorola, uma mistura de Motor e Vitrola.

Foi a empresa que criou o primeiro walkie talkie de mão em 1940 – que era do tamanho de uma mochila – e depois disso expandiu bastante suas operações, atuando no setor de telecomunicações, se aventurando com outros eletrônicos e é claro, lançando o primeiro celular comercial do mundo em 1983, o DynaTac 8000X, essa belezinha extremamente compacta.

 

Na década de 90, a briga pela primeira posição entre Motorola e a Nokia foi extremamente disputada. Para você ter uma ideia, em 2005, a Motorola vendeu mais de 120 milhões de celulares da linha RAZR. Lembro que meu pai mesmo passou por dois modelos da linha. Tinha rosa, tinha azul, tinha tudo o que você quisesse.

Mas a verdade é que a empresa já vinha se desfazendo de alguns de seus negócios. E entrar atrasada no mercado de smartphones não ajudou em nada, ocasionando grandes perdas entre 2007 e 2011, momento em que se separou entre a Motorola Solutions, que trabalha com serviços de telecomunicação e segurança e a Motorola Mobility, comprada pelo Google por 12.5 bilhões de dólares.

Com a google no comando, em 2013 foi o momento da Motorola apresentar seus novos e mais conhecidos modelos, o Moto X, Moto G e a linha de entrada Moto E. De lá para cá, a empresa abocanhou uma grande fatia de mercado aqui no brasil, apesar de lá fora não ter feito um sucesso tão grande como por aqui.

Em 2016, no entanto, a marca foi vendida para a Lenovo por meros 3 bilhões, em um acordo que não incluiu algumas patentes da Motorola.

Logo de cara, a Lenovo anunciou que ia lentamente retirar a marca Motorola e inserir a linha Vibe da Lenovo em seu lugar, centralizando os modelos sobre sua própria marca, mas parece que a estratégia mudou desde então e a Motorola vai continuar como marca de celular sim. Então o nome da moto pesou um bocado e ainda vale como um ativo para empresa.

Sabendo da história, está na hora de olhar os atuais modelos da marca aqui no Brasil seguindo a ordem de preço:


MODELOS 2017

 

MOTO G4 PLAY

O primeiro que vamos falar então é o Moto G4 Play, modelo de entrada da marca, lançado em 2016 e que aliás, entrega uma experiência ótima para quem não quer gastar muito. Nós fizemos um review completo dele no canal, mas o que dá para falar é que é o aparelho para dar pra sua mãe, tia ou qualquer parente e não se incomodar.

Isto por conta dos 2GB de RAM que ajudam a rodar todos os aplicativos básicos de boa, os 16GB de memória interna que podem ser facilmente expandidos até para instalação aplicativos com o Android 6.0 e a bateria que é bem gerenciada e chega no final do dia se você não abusar muito.

A câmera é bem fraquinha, mas existe ainda a opção do modelo com recepção de sinal de TV, que é bastante procurado. Então dá para dizer que este é o modelo para quem tem 700 reais de orçamento. Se você tiver menos, vale a pena guardar um pouquinho mais para não ter dor de cabeça.

O lançamento do Moto G5, no entanto, pode fazer com que esse modelo abaixe um pouco de preço até sair totalmente do mercado, então está aí uma dica.

Especificações: 

  • Processador: Snapdragon 410 | 1.2Ghz Quad-Core
  • Armazenamento Interno: 16GB
  • RAM: 2GB
  • Bateria: 2800 mAh | Fastcharge
  • Conexão: Dual Chip | 4G
  • Tela: 5 polegadas – 1280×720
  • Câmera Traseira: 8MP
  • Câmera Frontal: 5MP

 

Onde Comprar: 


MOTO G5 

Aproveitando o gancho, vamos falar dele:

Lançado em Março de 2017, o Moto G5 fica no meio do caminho entre o que era o G4 play e o G4 se pensarmos no seu preço de lançamento à prazo, de 999 reais. Ele tem uma configuração ligeiramente melhor do que o G4 Play, com um processador snapdragon 430, 2GB de RAM e 32GB de memória interna.

Sua câmera é quase a mesma dos modelos do ano passado, com o diferencial de contar com android 7 e um sensor de digitais que também serve para eliminar os botões capacitivos. Ele também já conta com todas as funções específicas da Motorola, e provavelmente receberá o google assistant, o que aumenta sua usabilidade, se considerarmos o modelo anterior.

Além disso, a tela é de resolução fullHD, o que torna esse modelo uma opção bastante completa para o usuário médio, afinal ele roda tudo que tem de rodar, tem uma tela legal, câmeras aceitáveis e bateria que dura um dia. Não mais que isso.

Especificações: 

  • Processador: Snapdragon 430 | 1.4+1.1Ghz Octa-Core
  • Armazenamento Interno: 32GB
  • RAM: 2GB
  • Bateria: 2800 mAh | Fastcharge
  • Conexão: Dual Chip | 4G
  • Tela: 5 polegadas IPS | 1920×1080
  • Câmera Traseira: 13MP
  • Câmera Frontal: 5MP

Onde Comprar: 


celular-motorola-e-bom

MOTO G4

O moto G4 é um modelo de 2016 que conta com um processador ligeiramente melhor que o G5, além da mesma tela de resolução fullhd. Apesar de atualmente o preço dele estar muito parecido com o do G5, ele conta com menos memória interna, não tem leitor de digitais e sua tela é de 5.5 polegadas, contra 5.2 do novo modelo.

No geral, não vale muito a pena pegá-lo pelo mesmo preço que o G5, apenas se encontrar alguma promoção bem boa, afinal além dessa configuração ligeiramente pior, mesmo os 200 miliamperes hora a mais da bateria não mudam em nada, já que o G5 está melhor otimizado segundo os testes do tudo celular.

Especificações: 

  • Processador: Snapdragon 617 | 1.5+1.2Ghz Octa-Core
  • Armazenamento Interno: 16GB
  • RAM: 2GB
  • Bateria: 3000 mAh | Fastcharge
  • Conexão: Dual Chip | 4G
  • Tela: 5.5 polegadas – 1920×1080
  • Câmera Traseira: 13MP
  • Câmera Frontal: 5MP

Onde Comprar: 

bot-descontech



MOTO G4 PLUS

Outro equipamento que ainda vale a pena em 2017 é o Moto G4 Plus, que entregava uma configuração bem razoável pelo seu preço, além de uma câmera com bom foco e qualidade de imagem que impressionou muita gente.

Ocorreram alguns problemas com modelos que esquentavam demais e acabavam dando ghost touch, mas o carregamento rápido, leitor de digitais e o desempenho ainda fazem esse modelo ser competitivo em 2017 com a queda de preço por conta dos novos modelos. Nós também fizemos review dele aqui no canal, então se você ficar interessado em saber como ele se saiu neste quesito, tem o link aparecendo aqui.

Especificações: 

  • Processador: Snapdragon 617 | 1.5+1.2Ghz Octa-Core
  • Armazenamento Interno: 32GB
  • RAM: 2GB
  • Bateria: 3000 mAh | Fastcharge
  • Conexão: Dual Chip | 4G
  • Tela: 5.5 polegadas – 1920×1080
  • Câmera Traseira: 16MP
  • Câmera Frontal: 5MP

Onde Comprar: 


MOTO G5 PLUS

Para quem se importa com a câmera vale a pena investir um pouco mais e pegar o Moto G5 Plus, que apesar de não ter evoluído muito em processador, ram e memória interna, ganhou o mesmo sensor do Samsung S7 e uma lente com maior abertura, além da capacidade de filmar em 4K e foco rápido.

Ele também conta com sinal de TV Digital e o mesmo sensor de digitais que serve também como substituto dos botões capacitivos e até por isso tem uma tela ligeiramente menor, de 5.2 polegadas, o que dá uma ajudada na ergonomia.

Apesar deste ser um equipamento que roda a maioria dos aplicativos sem problema algum, se você procura realizar mais atividades em paralelo vai precisar investir um pouco mais em um Moto Z Play

Especificações: 

  • Processador: Snapdragon 625 | 2.0 Ghz Octa-Core
  • Armazenamento Interno: 32GB
  • RAM: 2GB
  • Bateria: 3000 mAh | Fastcharge
  • Conexão: Dual Chip | 4G
  • Tela: 5.2 polegadas – 1920×1080
  • Câmera Traseira: 12MP
  • Câmera Frontal: 5MP

Onde Comprar: 


MOTO Z PLAY

Apesar de contar com o mesmo Snapdragon 625, já tem 3GB de RAM. Seu grande diferencial, no entanto, está em sua bateria de 3510 miliamperes, que é bem otimizada e que ainda pode ser aumentada através dos moto snaps, outro grande diferencial deste aparelho.

As câmeras gravam em 4K e tem apenas estabilização digital, e são bem comparáveis com a do Moto G5 Plus. Compre se quiser ter as opções dos snaps e preferir o acabamento em vidro que é mais premium.

Especificações: 

  • Processador: Snapdragon 625 | 2.0 Ghz Octa-Core
  • Armazenamento Interno: 32GB
  • RAM: 3GB
  • Bateria: 3510 mAh | Fastcharge
  • Conexão: Dual Chip | 4G
  • Tela: 5.5 polegadas – 1920×1080
  • Câmera Traseira: 16MP
  • Câmera Frontal: 5MP

Onde Comprar: 


MOTO Z

Se você não liga tanto assim para a bateria e quer um equipamento mais parrudo, dá para pegar o Moto Z, que ao meu ver não tem um custo benefício tão bom quanto o Play, mas é topíssimo!

Ele conta com um processador snapdragon 820, 4GB de ram e 64gb de memória interna, capaz de ser expandida até 2TB, possibilidade de snaps e uma tela de 5.5 polegadas com resolução quadhd que é bonitona.

Para quem não conhece os snaps, tem um review do moto z onde eu explico cada um deles.
O equipamento também já trás um kit de câmera com estabilização óptica e abertura 1.8 – uma boa evolução se comparado com o Z Play e que o coloca na briga com os maiores.

Infelizmente, a sua bateria apesar de carregar bem rápido decepciona na duração, então você pode acabar tendo de comprar um moto snap de bateria ou levar o carregador com você.

Especificações: 

  • Processador: Snapdragon 820 | 1.8 + 2.0 Ghz Quad-Core
  • Armazenamento Interno: 64GB
  • RAM: 4GB
  • Bateria: 3400 mAh | Fastcharge
  • Conexão: Dual Chip | 4G
  • Tela: 5.5 polegadas – 1920×1080
  • Câmera Traseira: 13MP
  • Câmera Frontal: 5MP

Onde Comprar: 


MOTO Z2 PLAY

O Z2 Play é um celular que me surpreendeu. Apesar de sua frente ser quase igual à do ano passado, a troca do vidro por metal na sua traseira deixo ele mais útil e classudo. Os 64gb de memória interna e 4GB de ram também aumentam a vida útil do equipamento – ponto extremamente importante a partir do momento onde o principal diferencial dele é a conexão com novos snaps – que sempre deverão manter a mesma conexão.

As câmeras ganharam uma pequena evolução, mas ainda perdem um pouco para as do zenfone 3 zoom, por exemplo – apesar de o sistema rodar muito mais liso do que o modelo que acabei de citar. Uma das grandes reclamações foi a redução da bateria para 3000 miliamperes, e apesar de sim, o tempo de bateria ter diminuído um pouco, a empresa realmente deu uma otimizadinha e manteve o equipamento chegando no final do dia com uma boa capacidade.

Especificações: 

  • Processador: Snapdragon 626 | 2.2 Ghz Octa-Core
  • Armazenamento Interno: 64GB
  • RAM: 4GB
  • Bateria: 3000 mAh | Fastcharge
  • Conexão: Dual Chip | 4G
  • Tela: 5.5 polegadas – 1920×1080
  • Câmera Traseira: 12MP
  • Câmera Frontal: 5MP

Onde Comprar: 


bot-descontech

Depois de possuir o celular mais vendido do Brasil por alguns anos, a Motorola passou por algumas mudanças. Foi vendida para o Google, depois para a Lenovo e nem por isso parou de lançar celulares que agradaram o público. Mas será que os aparelhos dela ainda continuam valendo a pena? É disso que eu vou falar hoje! E para isso, vamos passar pela história da marca e analisar cada um dos modelos que está no mercado atualmente, checando a qualidade e o custo benefício de cada um, afinal, ...
7.8 Pontuação Final
CONCLUSÃO

Com ele, completamos a análise dos modelos da Motorola, que na minha opinião, tem opções muito interessantes em diversas faixas de preço. Muitos reclamam da retirada da proteção contra água e respingo dos modelos de entrada, bem como dos novos layouts, mas é questão de gosto mesmo. Abaixo de 1000 reais a Motorola entrega modelos consistentes e tem um bom custo benefício. Nos seus celulares intermediários, o foco ficou para a câmera e carregamento rápido, então é a opção para quem liga para essas coisas. Nos modelos perto dos dois mil reais, o diferencial de seus modelos está nos módulos snap, afinal nem uma outra configuração salta aos olhos. Eu particularmente acredito no futuro "meio modular" dos celulares e gostei da experiência com a linha Z, então é mais uma questão de opinião. Seguindo a linha de raciocínio até aqui, dá para concluir que celular da Motorola é BOM sim.

Nota ReclameAqui
5.85
Avaliação Média dos Aparelhos
9.7
User Rating: 4.55 (3 votes)
1 Comentário
  1. Reply Giulio julho 17, 2017 at 11:36 am

    Adorei o comparativo, super importante na hora de escolher o celular certo.

Deixe seu Comentário!