Galaxy Note 8 vs Galaxy S8: vale a pena pagar mais?

Você está pensando em pegar um topo de linha da Samsung e não sabe se vale a pena pagar mais por um Galaxy Note 8 ou economizar um pouco e levar o Galaxy S8? Deixa eu comentar sobre as principais diferenças.

Para começar, o Note 8 é basicamente um upgrade, então além de não termos tantos pontos a serem comparados, geralmente ele se dá melhor nesses quesitos.

Design e tela

O primeiro e mais perceptível destes quesitos é o layout do aparelho como um todo. Apesar de lembrar o S8 por conta da nova versão de tela curva da Samsung, a tela infinita, a angulação da lateral é menor e dá mais espaço para utilização. Isso é bom já que a área total de 6,3 polegadas não é uma evolução tão grande assim quando comparada com o S8+, que tem 6,2 polegadas. Nas versões anteriores, essa diferença já foi maior.

A tela aliás possui a mesma resolução de 1440p ou 2K, como quiserem falar, e putz é muito bonita! No geral, elas são muito parecidas, com um brilho em média de 647 nits segundo o gsm arena. Os dois aparelhos tem todos os botões que os celulares tem direito, tem o botão da Bixby, possuem bandeja híbrida, entrada USB-C e ainda bem, entrada P2.

As cores são parecidas, o posicionamento do leitor de digitais é parecido e sim, apesar do Note 8 ter aquele design mais quadradinho que eu já comentei várias vezes que eu adoro, o tamanho deixa ele um pouco desconfortável pra mãos como a minha. Vale comentar que o aparelho também é um pouco mais pesado por conta do seu tamanho – são quase 200 gramas.

Parte desse tamanho está associado à necessidade da inclusão da caneta S Pen, que sempre foi o diferencial da linha Note. Para resumir, a caneta traz algumas novas opções para o celular. Se elas são úteis depende de quem está usando. Eu por exemplo gosto, mas sou muito mais produtivo escrevendo no Tablet.

Desempenho

Vamos para configuração. Os dois usam os mesmos processadores e enquanto o S8 começa em 4GB e tem opção de 6GB, o Note só tem opção de 6GB. Com isso, você acaba tendo uma primeira volta de abertura de aplicativos muito parecida, mas o Note 8 acaba mantendo aplicativos mais pesados abertos por conta desse acréscimo de RAM. Mas você não deverá ver uma diferença relevante se comparar os dois modelos de 6GB.

Em questão de software, de novo, tudo muito parecido. Temos só o acréscimo de funcionalidades da caneta, câmera e de abertura de aplicativos em par – e sim, eu tentei usar a caneta do Note 8 no S8 e não deu – só para avisar.

Os dois equipamentos são topo de linha, então também é comum esperar atualizações para os dois modelos. Ambos já receberam o Android Oreo e é possível que recebam o Android Pie também.

Se a tela, software e o desempenho não são tão diferentes assim, o que é? Sim, as câmeras.

Câmera traseira e frontal

Vamos começar com a traseira. O Note 8 é o primeiro celular Samsung a usar uma lente dupla. Além da capacidade de fazer um zoom de 2x que é bem útil, a lente adicional serve também para fazer o modo retrato, bokeh ou como é chamado aqui, foco seletivo.

Apesar do sensor principal ser muito parecido, a gestão de cores do Note 8 é um teco diferente. Basicamente ela tem menos contraste mas um pouco mais de cor, o que pode agradar algumas pessoas. Eu tirei umas fotos e não dá para separar bem qual é qual. Se falassem que era o mesmo aparelho eu não duvidaria. Então na traseira nada demais, apenas acréscimo de funções.

Na câmera frontal temos uma coisa meio doida, apesar de um hardware muito parecido, o Note 8 leva a melhor. Eu até achei que ele tinha alguma configuração a mais até. Parece que a suavização excessiva foi limitada.

Em questão de bateria, parece que a Samsung realmente não quer arriscar, então mesmo tendo uma tela maior, a bateria do Note 8 é 200mAh menor. Junte isso com o fato dele ter uma tela ligeiramente mais brilhosa e pronto. O desempenho é menor. Segundo o pessoal do tudocelular, o uso real do Note 8 girou em torno de 14 horas contra 18 horas do S8 Plus.

Conclusão

Na minha opinião, só vale a pena você fazer um upgrade para o Note 8 se tiver a certeza de que vai usar a caneta – pode ser o caso de você estar vindo do Note 5.

As funcionalidades de câmera também. Você tem de realmente considerar se vai usar o modo retrato e o zoom, porque dá para você se aproximar ou simplesmente não ligar tanto para retratos.

Se você gostar do upgrade não tem nada que vá mudar sua opinião, mas poxa, pensa com carinho nesses dois pontos para não acabar gastando mais do que o necessário.

Diga o que você achou

Leave a reply