Moto X4 ainda vale a pena?

O retorno da linha X da Motorola foi muito esperada pelos fãs dos modelos antigos. Mas será que ele está boa o suficiente com a chegada do Moto X4?

Design

Olhando de fora, o Moto X4 é até mais do que eu esperava dele. O lançamento internacional aconteceu antes do que aqui no Brasil e não só fotos como reviews foram aparecendo. De cara eu achei meio brega, mas na hora que o aparelho chegou aqui em casa, achei muito bonito.

E não é só a traseira em vidro que impressiona, para mim o mais importante foi essa pegada um pouco mais cheia que deu o toque final.

Temos aqui 8mm de espessura conta 6mm do Moto Z2 Play. Além disso, temos também cantos levemente angulados no melhor estilo S7 que dão uma sensação bem diferente do Z2 Play “quadradão”.

Eu gostei porque a frente também parece um pouco mais arredondada nos cantos e orna bem com o botão de digitais que se mantém funcionando bem mas perdeu bastante do seu relevo, dando uma experiência melhor que a do Z2 Force – apesar de as vezes, apesar da pequena resposta te avisar, você duvidar que pressionou o botão.

Os botões laterais são em relevo, seguindo o padrão da linha Z e a bandeja híbrida fica no topo do celular. Lembre-se disso, bandeja híbrida – ou cartão micro SD ou segundo chip.

A câmera que passou de Minion para C3PO com acabamento de relógio em seu entorno, de perto ela parece melhor. Tudo isso com proteção IP68. Ou seja, pode cair na piscina.

Desempenho

Olhando assim, você vai achar que é um topo de linha com configuração top, quase, mas não é. Temos um processador intermediário por aqui. O Snapdragon 630 não só traz acesso a novas tecnologias como Bluetooth 5.0 e memória RAM DDR4, como tem um avanço de 30% no processamento de gráficos.

Em questão de desempenho ele também melhora, mas é pouco perceptível no dia a dia. O celular sustenta bem os aplicativos em segundo plano com seus 3GB de RAM.

O que acontece é que nessa versão do Android, a Motorola cortou algumas transições o que faz parecer que ele é mais rápido. Particularmente eu não gosto, mas no OnePlus 5 esse tipo de tática fez todo mundo achar que ele era incrivelmente rápido.

Só que se por um lado o sistema está otimizado em velocidade, temos um problema no armazenamento. 17GB dos 32GB já vem utilizados. Com isso não sobra nem 15GB para você utilizar. E apesar de algumas pessoas questionando se isso não é um bug, já que outros sistemas parecidos ocupam bem menos, a Motorola avisou que é assim mesmo.

Se o equipamento tivesse 64GB de armazenamento, talvez fosse um problema um pouco menor, mas com 32GB é complicado.

Falando de software, foi-se o tempo que tínhamos um Android puro por aqui. A Moto Voz, que era aquele um dos recursos mais legais do Moto X anterior, saiu de cena e foi substituído por uma assistente bem fraquinha.

Temos como diferencial desse aparelho aqui, além da Moto Tela e dos Moto Gestos – que me agradam bastante – o Moto Key, que é basicamente um centralizador de senhas. Você faz login em um site no celular e na próxima vez consegue logar apenas com sua digital.

Tem também um sistema de pareamento com outros dispositivos que só funciona no Windows. De qualquer forma, essa é uma função bem útil.

Câmera traseira

Outro ponto que foi colocado como diferencial no Moto X4 foi o seu par de câmeras traseiras. A primeira é uma lente de 12 Megapixels e abertura f2.0, que em comparação direta com a câmera do Moto Z2 Play capta menos luz.

É uma câmera de intermediário mesmo. A segunda lente possui resolução de 8 megapixels e abertura f2.2 além de um ângulo de até 120 graus que pode até ser legal, mas perde muito em locais mal iluminados.

O modo retrato, que deixa o fundo desfocado, não evoluiu muito se comparado com o Moto G5S Plus, que já dava bastante problema.

Ele traz as mesmas funções do modelo mais barato e em alguns momentos se sai até melhor ao recortar pessoas do fundo, mas ainda é mais ou menos.

O mesmo vale para o modo cor em destaque que vira e mexe deixa uma outra cor passar – já que se engana com a luz.

Eu achei interessante o modo de reconhecimento de objetos e pontos turísticos – algo que funciona de forma parecida no Galaxy S8. No geral, ele reconheceu outros aparelhos, livros e até descreveu minha geladeira, além de fazer uma pesquisa, o que é bem legal.

A câmera grava em 4K mas como só tem estabilização digital, não dá para falar que é incrível, mas dá pro gasto pelo preço.

Câmera frontal

A câmera frontal foi outra grande promessa do X4, com 16 megapixels e abertura de f2.0, ela não faz 4K, mas deveria entregar uma qualidade muito acima da média. Deveria?

Como vocês podem ver aqui, em uma selfie normal você fica borrado, enquanto lá atrás está tudo focado. Para ficar bonitinho e focado, você precisaria ficar mais afastado do aparelho.

A Motorola evitou falar muito do problema, mas parece que depois do lançamento esse problema foi corrigido nos lotes seguintes. Então é provável que se você comprar agora não vá ter problema.

Som e bateria

Em questão de áudio, temos um alto falante legal na parte frontal. Eu gosto desse local porque é dificil tampar, e porque está sempre apontado para você.

Temos também uma entrada P2 e um fone realmente bem legal. A Motorola finalmente evoluiu nesse quesito e ainda entregou tudo da mesma cor, preto.

A bateria de 3000mAh também dura bem em conjunto com o Snapdragon 630 – eu cheguei no final do dia perto dos 20%.

A decisão de ter uma menor janela de tempo entre os lançamentos está prejudicando não só a Motorola como outras marcas.

Aqui, temos uma câmera frontal que poderia ter sido uma das melhores, mas que sofreu duras críticas em seu lançamento. Um sistema operacional que gasta mais da metade do espaço do aparelho, além de uma bandeja híbrida que não facilita o processo de adicionar mais armazenamento.

A vantagem disso tudo é que o preço caiu com mais força e mais rapidamente, e agora é possível encontrá-lo numa faixa bem mais acessível.

A construção impecável acompanhada da resistência à água e o desempenho de processador e câmera traseira ainda podem torná-lo uma boa opção.

Eu ainda prefiro a tela super amoled e mais espaço do Moto Z2 Play, mas se você gostou da pegada do Moto X4, será uma ótima escolha atualmente.

7.5 Total Score
Motorola Moto X4

Com alguns problemas em seu lançamento que amargaram as vendas, meses depois de seu lançamento, o Moto X4 é uma ótima e acessível alternativa na linha da Motorola.

User Rating: 2.83 (6 votes)
Diga o que você achou

Leave a reply