Qual é o melhor notebook custo benefício?

Pensando em comprar um notebook novo, mas você foi procurar e ficou na dúvida com tantos modelos diferentes? É claro que fizemos uma seleção boa dos modelos de entrada agora para 2019 com uma explicação do porque você deve pegar cada um! Eu vou sempre falar dos modelos mais baratos e com configuração mais básica, mas você pode ir atrás de algo um pouco mais completo.

Chromebook Connect Samsung

Para começar, precisamos entender um pouco melhor quais são as necessidades de um estudante. Se você está começando na faculdade de humanas, sociais ou até mesmo exatas, é bem provável que você vai ter de ler e escrever bastante. Nesse contexto e principalmente se você estiver muito apertado de grana vale a pena dar uma olhada no Chromebook Connect da Samsung.

Ele tem esse nome porque usa um sistema operacional diferente baseado no próprio Google Chrome e por um preço baixo consegue entregar um desempenho legal pra essas tarefas simples. É difícil um notebook Windows dessa faixa ter um desempenho legal que nem o dele, mas claro, também tem o lado ruim: primeiro que a ideia dele é estar sempre conectado, então temos apenas 16 GB de armazenamento, tornando o streaming essencial.

Depois, você precisa aprender um software novo, o que pode ser complicado. Mas a tela de melhor qualidade e a grande bateria podem valer a pena para quem realmente precisa só ler, escrever e se comunicar, já que a construção é bem legal.

Samsung Flash F30

O notebook Flash F30 da Samsung é basicamente um notebook bem basicão com uma construção bem acima da média. O teclado é redondo, imitando as máquinas de escrever, possui leitor de digitais, uma tela Full HD com cores e contraste acima da média quando comparado com a maioria dos modelos que iremos falar e uma textura embaixo do teclado bem legal.

A troca que foi feita aqui é que as duas opções de processadores são bem fracas, mas ele é equipado com um intermediário meio doido e memória flash que tem velocidades entre o HD e o SSD. Com isso, ele é uma ótima opção para consumir mídia e para tarefas bem básicas de estudo – entregando também espaço para memória UFS, o microsd dos celulares. Eu indico você ir direto com a versão mais cara com processador melhor já que a diferença é bem grande. Além disso, acabou de lançar em Fevereiro acima dos 2 mil reais, e olha, ele vale menos, então espera dar uma caidinha também.

Só que se você realmente precisa de um Windows um pouco mais potente, não tem jeito, vai ter de abrir mão dessa construção que fica bem mais simples e investir em processamento. Perto dos 1500 reais você até encontra notebooks mais simples com processador Celeron e 500 GB de HD, mas eu sinceramente acho que essas não são boas opções.

Recentemente tivemos alguns lançamentos bem interessantes com SSD, um sistema de armazenamento mais rápido que melhora bastante a experiência com esses notebooks até dois mil reais. Eu sempre digo, bem melhor um i3 com SSD que um i5 ou i7 com HD.

HP G6 246

E o primeiro modelo que testamos e que eu particularmente gostei foi o HP G6 246. Ele tem uma construção em plástico “basicona” e com texturas que junto com a tela apenas HD e bem lavada o coloca bem perto de todos os outros modelos dessa faixa de preço. Então é o SSD m.2 e a velocidade que ele traz que me fizeram recomendá-lo.

O problema? Você abre mão de mais espaço, já que temos só 128 GB por aqui. Felizmente tem uma entrada para HD sobrando se você quiser guardar mais coisa aqui. Se quiser fazer mais um upgrade, com 8 GB de RAM ele vira uma ótima opção para quem precisa fazer o básico e mais um pouquinho.

Perto dos 2 mil é uma boa opção já que a Vaio também trouxe pro mercado um aparelho com uma construção e configuração bastante similar.

Vaio C14

O Vaio C14 tem um acabamento liso, pesa quase 1,7 kg e infelizmente tem um processador um pouco mais desatualizado de sexta geração que ainda dá bem para o gasto. A diferença em testes de benchmark é de menos de 15% quando comparado com o anterior. Por outro lado, esse modelo aqui consegue se conectar com redes de 5 gigahertz.

Como sempre, se você quiser rodar um Photoshop um pouco mais tranquilo, terá de colocar mais memória RAM para totalizar 8GB. Eu falei desses dois modelos porque eu acho que vale muito mais a pena pegar um sistema com SSD onde o Windows já vem instalado nele e depois comprar um HD interno ou externo do que fazer o contrário e precisar de alguém para instalar o Windows.

Samsung Essentials E30

O Samsung Essentials E30 é um modelo bem bonitinho com construção consistente e que tem um i3 de sétima geração, igual ao HP. O grande diferencial está na tela Full HD que ainda continua com cores lavadas, e claro, no fato de você conseguir acessar de forma extremamente rápida o espaço para upgrade de RAM e HD.

Lenovo Ideapad 330

O mesmo ocorre no Lenovo Ideapad 330, que ao meu ver parece ser um pouco mais plástico e com uma tela com menos cor ainda. Muita gente gosta do teclado circular dele e a Lenovo se esforça um pouco mais do que a média para entregar uma experiência de som melhor, mas mesmo assim não é incrível.

Acer Aspire 5

O Acer Aspire 5 da Acer também é uma opção bem legal e um dos poucos com uma combinação de processador e placa de vídeo AMD. Esse é um processador mais antigo da marca que fica ligeiramente na frente dos i3 que falamos até agora e que ao ter mais núcleos consegue um resultado legal e por conta da placa de vídeo que vai começar a te permitir jogar um LOL, CS:GO no low e quem sabe uns indies mais levinhos com um desempenho bom.

Apesar de não ter um design muito aprimorado nem diferenciais muito claros, eu gosto da Acer pela questão do custo benefício, que a gente sabe que faz toda diferença pra galera que ainda está na luta de conseguir uma profissão e tudo mais.

Lenovo Ideapad 330S

Outra aposta na AMD foi o Lenovo Ideapad 330S, que já trouxe processadores atualizados. Dá para ver que o desempenho é bem superior e a construção desse equipamento também é bem legal. Problema é que lá fora temos algumas pessoas falando que esquenta bastante e que é difícil tirar proveito de todo o potencial por conta disso e da bateria que é consumida de forma mais rápida e é bem pequena nesse modelo mais barato.

Eu estou citando ele aqui para não perder o “timing”, mas falta testar para realmente poder recomendar. Enfim, é legal o fato de ter USB-C e outras variadas conexões, então vale a pena ficar de olho e fazer aquele upgrade de sempre de SSD.

Dell Inspiron 5000

Para quem procura um pouco mais de versatilidade, o Dell Inpiron 5000 2 em 1 é uma opção legal com tela touch e opção de usar uma caneta – vendida separadamente – para fazer anotações. O processador i3 de oitava geração teve um salto até que bom mas 4 GB de RAM é pouco para o preço inicial dele, que é mais alto por essas funções aí de touch.

Conclusão

Bem, é como eu disse, todos esses modelos mostrados servem para o tipo de uso mais básico. Ver vídeos, ler PDF, usar o pacote Office sem problema algum, guardar suas coisas, editar umas imagens e mandar bala nos textos.

Se você precisa usar um Photoshop da vida ou até mesmo um Autocad a primeira coisa que tem de fazer é pegar um modelo com 8 GB de RAM. Pode ser um desses que já falamos com uma configuração superior ou fazer o upgrade. A compra de um SSD separado nos modelos que não tem, ajudam muito, e claro, se você quiser começar a jogar eu tomaria cuidado com os modelos com a placa MX150 ou essas de entrada da AMD, porque você pode se frustrar se não entender bem do que elas são capazes. Para qualquer coisa um pouquinho mais pesado vale procurar um notebook gamer.

Para resumir, eu iria com os modelos com SSD que falamos dependendo da variação de preço. Upgrades e modelos mais caros como o Inspiron 7000, um Samsung Expert ou até mesmo um Ideapad 330S vão servir para aqueles que precisam de bem mais potência e os notebooks gamers com GTX 1050 como o Dell G3 e o Acer Nitro 5 vão bem para editores de vídeo.

Diga o que você achou

Leave a reply