Samsung QLED Q7FN: a intermediária da série QLED

A Samsung Q7FN é o modelo por assim dizer intermediário das QLEDs, o topo de linha das TVs Samsung. Com alguns avanços interessantes perante o ano passado, será que vale o upgrade do modelo Q6 para esse aqui? E de um ano pro outro, vale a pena pegar um modelo atualizado como esse daqui? Deixa que eu te explico tudo no review completo do aparelho.

Não é de hoje que o mercado de TVs atingiu um ponto de maturidade, os avanços anuais são pequenos, as trocas de aparelhos são bem mais espaçadas do que de outros produtos, mas no médio prazo os saltos parecem bem maiores. Em 2017 a Samsung trouxe inovações extremamente interessantes com a linha QLED, controle remoto único, One Connect e um foco grande em design, com acessórios que apesar de caros abriram novas possibilidades quando falamos de decoração.

Design

A Q7FN, e dai a diferença pro modelo do ano passado fica só nesse N, é basicamente o mesmo modelo do ano anterior com incrementos. Está aí um ponto legal – modelo caminhou só para frente.

O design, bastante limpo e o suporte central se mantém exatamente os mesmos, a traseira em plástico bastante lisa e sem conexões também é um diferencial e permitem que a TV seja apresentada no meio de uma sala com seu suporte de tripé, que eu achei legal pra caramba.

Qualidade de tela

A tela, por outro lado, recebeu sim um upgrade. Quando comparado com os modelos OLED, que se auto-iluminam e entregam um contraste infinito, a tecnologia da Samsung certamente acaba por entregar pretos menos pretos, mas fica bastante claro que de um ano pro outro isso melhorou logo nos primeiros minutos de uso.

Segundo a Samsung isso se deve ao aprimoramento da tecnologia de local dimming, mas pesquisando um pouco mais no site Rtings, que entra a fundo nos testes percebeu que nada mudou nesse quesito entre a Q7F e Q7FN, e que realmente o painel tem um nível de contraste maior.

O painel também melhorou o brilho nas mais variadas cenas sendo esse um dos principais diferenciais da Q7FN. A gente pegou, fechou cortina, apagou todas as luzes e que imagem incrível. Ligamos as luzes, continuou boa, abriu a janela que fica contra a TV, ainda ótimo.

Para lugares abertos e bem iluminados os modelo QLED são realmente uma opção interessante. Mas claro, temos um pouco de problema com os ângulos de visão. Ficar em uns 45 graus da TV já começa a tornar as cores menos fiéis, coisa que a própria empresa preza bastante ao falar da gama de cores que esses aparelhos conseguem alcançar.

Aliás, vale a pena comentar isso. Ao jogar mais brilho na tela é comum que as cores fiquem mais esbranquiçadas e temos um esforço aqui pela manutenção de cores, com um espectro bem maior. Isso fica perceptível no momento em que você ativa modos mais claros como o dinâmico e mesmo assim as partes claras se mantém com cores bastante fortes. Boa fidelidade de cores mesmo em situações de alta iluminação são duas características complementares – era essencial para a TV não acabar com uma função em detrimento da outra.

Outro ponto importante em uma TV topo de linha como essa ou em qualquer outra 4K é o upscalling, que avançou muito nos últimos anos. Na NU7100 que é de entrada eu já sinto pouca diferença entre conteúdos em 1080p e 4K e aqui, com um processador até melhor, o sistema se mantém.

Concorrentes também fazem um trabalho bom, mas é importante comentar que para tirar um pouco daquele medo de não conseguir rodar a novela, sabe?

Até porque além de resolução sempre tem aquele rolo da taxa de quadros, taxa de atualização e tudo mais. Se você aceitar as pré configurações que existem no aparelho – normal, dinâmico, cinema e outros – conseguirá fazer alterações rápidas e fugir desses problemas. Filmes são adaptados para 24 fps no modo cinema e por aí vai.

Agora, se você quer fazer uma configuração mais pesada, adaptar sua TV perfeitamente para seu videogame um pouco mais de cliques e pesquisas serão necessárias e apesar de bem bonito o menu da TV não é dos mais fáceis.

Software

Aproveitando, eu gosto bastante do sistema, da facilidade de entrar nos apps, do fato de estarem atualizados, da variedade ser extremamente grande e dele ler sem problemas pendrives com fotos e filmes, que usamos para os testes.

O controle mudou do ano passado para cá, e aquele design meio de metal virou um emborrachado que permeia quase todos os modelos 4K da marca. O único diferencial é a presença do microfone para “digitar” e dar comandos para a Bixby, que já está presente desde a NU7400. Com ele você consegue dar alguns comandos de abrir aplicativos, procurar conteúdo e pedir a previsão do tempo, mas sinceramente, ainda é um sistema bem engessado, apesar de você poder falar em português com ela.

Vale sempre lembrar do fácil pareamento de tela com outros celulares ou equipamentos Samsung e que é bem fácil encontrar e fazer download do aplicativo de controle, que quebra um galho sempre que eu perco o controle no sofá ou acaba a pilha e eu demoro semanas para comprar outra.

Som

Em questão de som eu não tenho o que reclamar, a TV atingiu perto de 85 decibéis à uma distancia de 1 metro. Os falantes de 40 Watts RMS ficam posicionados na parte de baixo do equipamento e ele não reflete tanto na parede como outros modelos mais baratos e antigos.

Não fica claro se os outros modelos QLED tem alguma diferença relevante nesse quesito e certamente modelos focados em som como da sony tem resultados um pouco melhores. Mas eu sinceramente já achei ótimo pra mim.

A 7100 já me agrada, como essa não iria, né? Vale só lembrar que como sempre o modo de som otimizado traz um resultado bem melhor que o padrão, então se for testar na loja ative a opção.

Conclusão

Com uma diferença de 1000 reais do modelo menor, de 55 polegadas a Q7FN entrega maior brilho e a única conexão como diferenciais perante a Q6FN, QLED de entrada. Eu acho um adicional válido, e gosto bastante o que o contexto geral desse equipamento traz.

Design, conectividade, funções e uma experiência de tela melhor que do ano passado. Realmente a Q7FN é uma das principais opções para quem quer uma TV topo de linha. Claro, para ter tudo isso você vai gastar bem, mas é pra isso que esse segmento está aí.

8 Total Score

User Rating: Be the first one!
Diga o que você achou

Leave a reply