Zenfone 5 vs Zenfone 5Z: qual vale mais a pena?

O Zenfone 5Z utiliza a carcaça e componentes de design exatamente iguais ao Zenfone 5. Isso ajudou a empresa à economizar em componentes e trazer o Snapdragon 845 mais barato do mercado atualmente. Só que ao serem exatamente iguais por fora, fica mais complicado saber para quem exatamente é o upgrade do 5Z e para quem vale mais economizar e ir com o 5 mesmo. A ideia hoje é ir mais fundo nas diferenças para você tomar a sua decisão.

Design e construção

Como o Zenfone 5Z e o 5 tem o corpo igual, eu nem vou me aprofundar muito por aqui, já que eu abordo isso no review de cada um. Mas em resumo, temos dois equipamentos bem bonitos e com construção em vidro que os deixam com uma cara de smartphone topo de linha.

Geralmente essa é uma construção que traz a funcionalidade de carregamento sem fio, mas aqui é só charme mesmo, até porque essa é a linguagem do produto desde sua terceira geração. A pegada do aparelho é boa para suas 6,2 polegadas de tela, tem uma qualidade muito boa e eu gosto da interface no geral.

Os dois são aparelhos bonitos em qualquer um dos segmentos, intermediário, intermediário premium ou topo de linha. Você não vai se sentir pra trás em nenhum momento.

A grande diferença do Zenfone 5Z está no processador Snapdragon 845 da Qualcomm, o melhor, mais parrudão, mais monstrão dos processadores da empresa até o momento. Pode parecer que mudar só isso e mais um pouco de memória é pouca coisa, mas faz uma baita diferença.

Apesar de chamarmos de processador, o Snapdragon 845 é muito mais do que isso né, o termo correto é “SoC” (System On a Chip), em português, Sistema-em-um-chip, que significa que dentro dele existem diversos componentes diferentes, como se fosse a placa mãe de um computador com todas as outras placas juntas.

Com isso, quando falamos que o SoC mudou, não só o processamento evoluiu como outros aspectos avançaram. Placa de vídeo, placa de som, WiFi, câmera e algumas outras coisas, mas o que eu quero dar atenção é para o Spectra 280 ISP e o Hexacon 685 DSP.

Esses não são mais dois nomes que você vai ter que decorar quando for escolher um smartphone novo, eles estão inseridos no Snapdragon 845 e adicionam funções para além de um desempenho melhor.

O primeiro é um processador de imagem, enquanto o segundo é um que mexe diretamente com inteligência artificial. Por isso mesmo, vocês vão perceber que apesar de terem características bastante similares alguns pontos irão divergir.

Câmera traseira e frontal

Como o foco dos aparelhos são suas câmeras, afinal, o slogan da Asus é we love photo (nós amamos foto), vamos começar por elas.

Os dois equipamentos contam com as mesmas especificações de lente principal com 12 megapixels e abertura f/1.8 e uma segunda lente wide angle de 8 megapixels na traseira e mais uma de 8 megapixels na frontal, só que dá para ver diferenças consideráveis nas fotos.

Justamente por conta da diferença de processamento entre o Spectra 160 do Snapdragon 636 presente no Zenfone 5, e o Spectra 280 do Snapdragon 845 no Zenfone 5Z. O processador mais novo promete, através de um sensor de profundidade que utiliza as duas lentes, um melhor recorte tanto no modo retrato, que definitivamente melhora bastante, quanto no HDR, que precisa analisar e definir as regiões em que serão aplicadas diferentes exposições.

A minha impressão é que apesar de abusar bastante dessa característica o Zenfone 5Z também se sai melhor nesse quesito. No caso do HDR tem uma diferença também de velocidade. Enquanto o Zenfone 5 precisa pós produzir as fotos na galeria, o 5Z consegue fazer isso de forma mais rápida e com mais fotos em sequência antes de começar a gargalar.

Outra percepção bem clara é a melhora da nitidez e redução de ruídos em média e baixa luz por parte do Zenfone 5Z. De qualquer forma, nenhum dos dois atingiu os melhores resultados nessa situação, e na minha opinião, as configurações automáticas não fazem as melhores escolhas.

Foi necessária uma ajuda do modo Pro para conseguir o que eu realmente esperava, e mesmo assim elas ficam meio malucas. Se você tirar 3 fotos seguidas existe a possibilidade de cada uma delas sair diferente. Como o foco é pós processamento, isso pode ser acertado no futuro, embora eu tenha dúvidas.

Então se você se importa com câmera, sim, vale a pena o upgrade para o Zenfone 5Z. Existe realmente diferença no modo retrato com faixa dinâmica ligeiramente melhor e maior nitidez.

Desempenho e bateria

Outro ponto alto do 5Z é o desempenho. Olha que não estamos falando só de processador, porque quando colocamos o 5 e o 5Z lado a lado, não só o tempo de abertura de aplicativos é menor no 5Z, como pelo fato dele ter de 6GB a 8GB de RAM, a segunda rodada de abertura tem menos aplicativos para serem reinicializados, o que melhora a velocidade.

A própria memória RAM, além de maior, tem melhores velocidades de leitura e gravação o que ajuda ainda mais. Se você se importa com velocidade, esses pontos são importantes, mas qualquer um deles rodou bem liso pra mim.

No caso de jogos, o Zenfone 5 vai rodar tudo que tem na Play Store atualmente, mas no snapdragon 845 jogos mais pesado terão um nível detalhes maior e uma taxa de quadros mais estável, até porque é o melhor processador até agora, não faz sentido exigirem mais do que isso.

Armazenamento interno chega em 256GB no 5Z, enquanto o máximo do 5 é 128GB. E como eu disse, o SoC permite também mais algumas funções, como um carregamento rápido melhor através de um carregador também mais potente que vem na caixa do Zenfone 5Z. São 18 W contra 10 W do modelo mais barato. Isso dá uma diferença de 2 horas para 1h30 para o 5Z.

Isso é bom porque mesmo com um processador mais parrudo, o 5Z não perde em tempo de tela, alcançando perto das mesmas 7 horas. Vale lembrar que para alcançar essa marca os dois aparelhos utilizam um sistema de priorização de aplicativos mais utilizados e redução de processamento em segundo plano que aprende com os seus hábitos e que demora pelo menos uns 10 dias para você ter um resultado como esse. Eu mesmo fazia umas 5 horas de tela logo que o 5 chegou.

Conclusão

No final das contas, considerando que a diferença inicial é de 600 reais do 5 para o 5Z, o upgrade é válido para aqueles que prezam por melhores fotos, desempenho e pela velocidade de carregamento.

Para mim que uso atualmente um Galaxy S8, provavelmente iria com o 5Z, até por essa facilidade de carregamento em menos de 1 hora e meia. Agora, se você prefere economizar, a perda não é grande. Ainda leva uma boa câmera para intermediário e um processamento que vai rodar qualquer aplicativo, mesmo que seja com uma resolução menor.

Diga o que você achou

Leave a reply