Notebook Samsung Essentials E34 vale a pena?

Notebooks já foram, há muito tempo, sinônimo de que você tinha grana. Hoje, ainda bem, é quase o oposto. Comprar um equipamento completo, com tela, conexão WiFi, caixas de som e etc é até mais fácil através de um notebook de entrada do que montar uma torre e seus componentes. E o Samsung Essentials E34 é uma das principais opções no mercado. Mas será que ele vale a pena?

Design

Os notebooks de entrada evoluíram bastante nos últimos anos. Eu lembro de ter comprado e testado alguns modelos de parentes na época do Windows Vista e do 7 e tinha muita coisa que precisava ser melhorada – eles esquentavam, travavam e tinham os componentes de plástico meio mulambentos.

O Essentials, apesar de ser todo em plástico passa uma sensação de melhor construção do que eu vi alguns anos atrás e se sai melhor até mesmo dentro do seu segmento. Se pegarmos o Lenovo Ideapad 320 como exemplo, que tem um acabamento mais liso – quase que imitando aço escovado, o E34 me pareceu com todas suas texturas mais confiável.

Ele fica perto do que a Dell também entrega. Os dois parecem mais resistentes e confiáveis. Como opinião pessoal, eu ainda achei bonito a versão escura e feia a branca, nunca gostei de branco, mas é meu gosto, só queria compartilhar com vocês.

Com 1,98kg e tela de 15,6 polegadas fica claro logo de cara que portabilidade não é o principal ponto desse modelo aqui, que segue a tendência de outros modelos de entrada de já entregar uma grande tela. Se você parar para pensar que esse pode ser o primeiro computador de muita gente ou a principal tela de algumas famílias, esse maior tamanho pode trazer alguns benefícios.

O primeiro deles é um maior espaçamento para as teclas do teclado, que aliás, é bastante confortável. Apesar de o retorno dele não ser dos melhores, serve bem para sua faixa de preço. E para aqueles que gostam, o teclado numérico também está presente.

Suas teclas são um pouco menores e fica faltando a tecla de vírgula, um pouco mais comum aqui no brasil para representar números fracionados. Dá para apertar a vírgula no teclado normal, mas isso já tira a velocidade de usar o numérico, né?

Conectividade

O segundo benefício é o número de portas. Do lado esquerdo temos a entrada ethernet para cabos de rede, um HDMI, uma porta USB 3.0 – que não é marcada em azul para facilitar, um problema – mais duas USB 2.0, conexão de fones de ouvido e microfone para fechar. Com isso, coube tudo de um lado só, deixando o lado direito apenas com a trava kensington.

Não é que o E34 tenha mais entradas que o comum quando comparado com seus concorrentes diretos, mas tem sim quando comparado com modelos menores. Eu acho que seria interessante ter um USB do lado direito para o mouse pegar melhor e que sim, poderia existir uma entrada de cartão SD que é super útil.

Tela e trackpad

E por fim temos a tela de 15,6 polegadas que trabalha com tecnologia LCD e resolução de 1080p, ou Full HD. É bem difícil encontrar tal resolução em modelos de entrada e sua taxa de contraste e cores é boa, coisa que alguns concorrentes não entregam mesmo em painéis de resolução maior.

Não é nada que nem as telas dos 2 em 1 da própria marca ou de modelos acima dos 3 mil reais, mas não incomoda.

O único problema mesmo fica para o ângulo de visão que é pequeno, mas na boa, acho que dá para falar que o grande diferencial desse modelo aqui é essa tela.

O trackpad do equipamento é exatamente o que eu esperava de um modelo de entrada, mas os botões são realmente fraquinhos, como também já vi em outros modelos de entrada e que geralmente afundam com o tempo de uso.. Então tá um ponto a ser melhorado por aqui.

Configurações

Agora vamos para configuração. O modelo que temos aqui é um core i3 5005U. Existem modelos concorrentes com um processador similar de sexta geração e sim, sempre um modelo mais novo é melhor, mas a diferença de gerações nem foi tão grande.

Segundo dados de benchmark, o desempenho é menos que 10% maior da quinta para a sexta geração, então não é grande problema, mas já estamos quase na oitava geração, então podia ser melhor, né?

Ele conta também com 4GB de RAM e um slot adicional que pode fazer upgrade até 16GB através de uma tampa de acesso rápido. Tem também uma tampa para chegar até o HD de 1TB de 5400rpm que pode ser substituído por um SSD.

Desempenho

O desempenho não é incrível, mas é o básico para ter uma experiência legal com um notebook. É possível abrir várias abas do Chrome, ouvir música e até mexer em umas imagens no Photoshop, claro, sem fazer muitas tarefas em paralelo e necessitando de um pouco mais de tempo para carregar.

Editar vídeos em 1080p também rola mas já é um pouco mais sofrido, eu recomendaria uma configuração melhor para isso. Eu consegui jogar league of legends no baixo ou muito baixo, mas mais do que isso já começa a ser problema.

Como sempre, a Samsung deixou um pouco de softwares pré instalados no equipamento – opções de gerenciamento de bateria tanto para gastar menos como extender a vida útil da bateria estão presentes, bem como proteção de privacidade com bloqueio de câmera e microfone com a tela apagada e tela secreta.

Além disso, temos uma análise de segurança de redes WiFi e configurações diversas de tela, áudio e mais algumas coisinhas. Nada muito pesado, mas são algumas coisas úteis.

O WiFi utiliza o padrão 802.11n, que é um pouco mais antigo e pega apenas as redes em 2,4Ghz, mais comuns de se encontrar por ai. Geralmente, equipamentos WiFi de formato ac não só encontram redes de 5ghz como tem melhor facilidade. Coisa que esse modelo aqui ficou devendo.

Nenhum outro modelo na mesma faixa de preço tem tal função e ele se manteve bem conectado durante todo o tempo de testes, mas achei que faltou um pouco mais de distância para o notebook. Felizmente a entrada ethernet ajuda bastante na hora de baixar jogos ou coisas mais pesadas.

A webcam é simples e utiliza a resolução de 640×480. É para quebrar galho e nada mais do que isso.

Bateria

Um grande diferencial do Samsung Essentials E34 é que ele conta com uma bateria de 43 watts hora, ligeiramente acima de modelos como o Dell Inspiron 14 que tem 40 watts hora ou o Asus Vivobook max de 36 watts hora.

Com isso, é possível trabalhar por mais ou menos umas 5 horas, 5 horas e meia no típico Chrome, WiFi, streaming de áudio e mais algum software aberto. Talvez se mantivessem o mesmo hardware e 14 polegadas de tela teríamos um pouco mais tempo, mas beleza. Não impressiona mas não deixa na mão e é maior que a média.

As caixas de som estão na base do notebook e são fraquinhas. Não é ruim, mas o padrão para um equipamento de entrada. O único ponto que acho chato é o fato de estarem em baixo do computador onde rebatem na mesa ou são tampados no seu colo. Outros modelos também fazem isso e me incomodam da mesma forma. No Essentials E35S já temos o som no topo, uma resolução deste ponto.

Conclusão

O Samsung Essentials é o modelo de entrada com melhor bateria e tela atualmente. Eu gostei bastante da construção dele, mas isso também implica em você gastar um pouco mais. Eu acho que ele está extremamente parelho com o Inspiron 14 em construção e entrega o mínimo necessário para o uso básico, então sim, recomendado se você prefere abrir mão de um pouco de desempenho para ter um computador melhor construído no geral e com uma tela de melhor qualidade para consumir mídia.

Para unicamente especificações de hardware, um Lenovo Ideapad 320 poderia servir, mas dai você perde qualidade em outros componentes. É bem questão de escolha mesmo.

Você encontra basicamente o mesmo modelo com um processador Celeron no Essentials E21 ou um upgrade para um processador de 6ª geração e áudio no topo com o Essentials E35S, que chegou em outubro por aqui e infelizmente tem uma tela menor e de menor resolução.

7 Total Score

User Rating: Be the first one!
4 Comments
  1. Gostaria de contar com comparações com outras marcas como indicação:Dell, Asus, lenovo…para uma compra mais segura. Estou atrás de um notebook bom, na base de ate R$2.300 reais. Preciso da indicação de vocês.

  2. Thanks for this information. It’s great!

  3. Pelo mesmo preço, entre este ou o asus vivobook max x541 ua, qual a melhor escolha?

Leave a reply